• Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

Clínica Desireé Lee. Dermatologia 2018. Todos os diretos reservados.

Queda de cabelo, o que fazer?

September 7, 2018

 

 

Hoje vivemos um Boom de informações e medicamentos ou tratamentos diversos com a promessa de interromper a queda de cabelo, no entanto, como sabemos, não é tão fácil assim.

 

Existem diversas causas de queda de cabelo. A propaganda na TV não sabe quem você é, a blogueira não sabe que comorbidades você teve, a vizinha não sabe o histórico que você possa ter de medicações ou doenças que podem influenciar na queda.

 

Precisamos aprender a definir qual tipo de queda está acontecendo. 

O primeiro passo é: A queda é da raiz ou é quebra da haste? Está caindo cabelo da raiz ou está arrebentando o cabelo ?  Com tantas químicas, produtos, alisamentos, chapinhas nós maltratamos nossa haste capilar o que causa enfraquecimento da mesma, facilitando com que elas arrebentem e as vezes até corte químico. 

 

O segundo passo básico é definir se a alopecia é cicatricial ou não cicatricial.

Ou seja, a chance de voltar a nascer cabelo e o processo por trás da queda envolvido.

A grande maioria se trata de alopecia não-cicatricial, que tem um melhor prognóstico se devidamente tratado. 

As alopecias cicatriciais tem um pior prognóstico, mas se diagnosticado precocemente e tratada, evita a progressão da queda e controla a mesma.

 

Temos como possíveis diagnósticos da queda capilar não cicatricial:

-Efluvio telógeno 

-Alopecia androgenética

-Alopécia areata

-Alopecia tracional na fase inicial

-Tricotilomania

-Liquen simples cronico

-Dermatite seborreica

 

A alopécia cicatricial se divide basicamente em:

-Liquen plano pilar

-Alopecia frontal fibrosante

-Lupus discoide

-Foliculite decalvante

-Foliculite dissecante

-Alopecia tracional na fase tardia

 

Dentre as CAUSAS DE QUEDA CAPILAR estão envolvidos:

- Introdução de medicamentos: inicio de quimioterápicos, isotretinoina, retinoides orais, metotrexate...

- Interrupção de medicamentos: término de anticoncepcionais ou hormônios, interrupção do uso de minoxidil, finasterida ...

- Após processos cirúrgicos grandes

- Após parto 

- Alterações hormonais: alterações de tireoide (hipotireodismo ou hipertireoidismo); alterações de estrógeno/testosterona; alterações de corticoides...

- Genética: casos na família de androgenética

- Doenças auto-imune: Lupus, hipotireoidismo de hashimoto, alopecia areata

- Deficiência de vitaminas: anemia ferropriva, deficiência de ferro, deficiência de vitamina D, deficiência de vitamina A, deficiência do complexo B, deficiência de zinco, deficiência de silício...

- Intoxicação: excesso de vitamina A, intoxicação com arsênio, etc ...

- Tumores de supradrenal, tumores de ovário, tumores de testículo, tumores de tireoide, etc ...

- Stress: o tão famoso stress pode desencadear ou corroborar com a causa sim!

- Idiopática: ainda não definida, com o avanço da medicina ainda vamos descobrir.

 

Vendo todas essas possíveis causas, tome cuidado!

O tratamento da alopecia / queda capilar depende da causa envolvida. Assim como deficiência de vitaminas pode ser prejudicial, o excesso também causa problemas de saúde.

É necessário uma consulta médica para avaliar melhor cada caso e investigação para tratamento correto. 

Cada tipo de doença será um tratamento especifico.

 

Não esqueça de nos seguir no instagram para mais informações e exclusividades @dra.desiree.lee

 

Se dúvidas, deixe comentários ou entre em contato com a gente.

 

Please reload

Our Recent Posts

Colágeno funciona?

December 12, 2018

Toxina para sudorese!

September 27, 2018

Benefícios do tratamento anti-rugas

September 8, 2018

1/1
Please reload

Tags